Home Ouvidoria Voluntariado Trabalhe na ISCAL Intranet Mapa do Site
A ISCAL
Unidades da ISCAL
Convênios de Saúde
Serviços
Pastoral da Saúde
Ensino e Pesquisa
Voluntariado e   Comunidade
Fornecedores
Imprensa
Fale Conosco
NotÝcias
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto
Tamanho do texto

Outubro Rosa

Escola da Iscal faz tour ensinando o autoexame de mama 

O toque que pode salvar. Com esse apelo, uma equipe do CEPMTA (Centro de Educação Profissional Mater Ter Admirabilis) ensinou funcionários da Iscal (Irmandade Santa Casa de Londrina) sobre a importância da prevenção do câncer de mama. Os funcionários – mulheres e homens – aprenderam na prática a fazer o autoexame. 

Com a mama amiga, peça em silicione que reproduz as características de uma mama sadia e uma mama com nódulos, mulheres e homens foram ensinados como deve ser o auto-exame. Dos homens abordados, a maioria não sabia que câncer de mama também pode atingi-los. O auxiliar administrativo Ênio Castro foi um deles. “É uma coisa nova para mim e isso é sério. Vou fazer sim (o auto-exame) e relacionar com a mama amiga para conhecer essa região do corpo e saber o que é normal e o que não é”, afirma. 

A equipe ensinou como fazer o auto-exameA equipe passou por vários setores, destacando que o câncer de mama é segundo tipo mais comum em mulheres, mas também atinge os homens. Entre as mulheres, ele representa 25% dos novos casos de câncer ao ano. Entre os homens, 1% dos novos casos a cada ano é de câncer de mama.      

“Nem todo nódulo é câncer. Ele pode ser benigno”, destaca a enfermeira e professora Érica Hummel Bortoluzzi.  Para saber disso é preciso fazer o autoexame e, quando necessário, consultar o médico. A equipe dá as dicas de como agir.

• Quando fazer? Homens e mulheres que não menstruam ou que têm ciclo 
menstrual irregular devem escolher um dia do mês e repetir o exame sempre na mesma data. Mulheres que menstruam devem fazer entre o 1º e o 7º dia de menstruação. 

• Como fazer? Prefira a posição deitada porque relaxa as mamas e facilitar a
apalpação. Além de possível nódulo, fique atento a alteração da aparência – pele avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja; alterações no mamilo; saída anormal de líquido das mamas. Por isso, é importante observar as mamas ao espelho. É fundamental fazer o autoexame também nas axilas. 

• Identifiquei uma alteração e agora? Não se desespere. Marque uma consulta com
seu médico. Ele pedirá exames, como a mamografia. Homens também fazem mamografia. Se os exames confirmarem o nódulo, o médico fará uma biópsia para saber a gravidade. 

Enio Castro aprendendo a fazer o auto-exame
..............................
Assessoria de Comunicação | ISCAL
FOTOS: Arquivo ISCAL
 

 

 

Pesquisar:
 
 
 
Rua Senador Souza Naves, 441 - 15°andar • CEP 86010-160 • Londrina/PR