Home Ouvidoria Voluntariado Trabalhe na ISCAL Intranet Mapa do Site
A ISCAL
Unidades da ISCAL
Convênios de Saúde
Serviços
Pastoral da Saúde
Ensino e Pesquisa
Voluntariado e   Comunidade
Fornecedores
Imprensa
Fale Conosco
NotÝcias
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto
Tamanho do texto

17/11/2010

INTEGRAÇÃO

Pesquisa de mestrado mostra necessidade de fortalecer a comunicação na gestão por processos

A busca pela competitividade tem exigido maior capacidade das lideranças de promover mudanças nas organizações. Nesse contexto as instituições, inclusive os hospitais, devem adequar seus padrões e procedimentos, o que tem afetado o gerenciamento das atividades. Conhecer a percepção dos funcionários de três hospitais de Londrina sobre os processos de trabalho padronizados foi o objetivo central da pesquisa de mestrado profissional em Gestão de Serviços de Saúde defendido pela gerente executiva da ISCAL, Ana Paula Cantelmo Luz, na Universidade Estadual de Londrina (UEL). Recentemente, Ana Paula apresentou o trabalho em reunião mensal do Comitê de Bioética e Ética em Pesquisa da ISCAL (BIOISCAL). 


Pensando nos ganhos para os hospitais e para as equipes que neles atuam, Ana Paula desenvolveu o estudo com secretárias de unidades assistenciais. A pesquisa avaliou a compreensão das secretárias em relação aos processos padronizados, facilidades e dificuldades encontradas para o desempenho de suas atribuições e sugestões de melhoria. Um dos pontos que mais chama atenção na pesquisa, segundo Ana Paula, é "o predomínio da visão funcional do trabalho e da organização, onde as tarefas possuem mais ênfase do que o processo de trabalho como um todo".

Ana Paula Luz, durante apresentação na Santa Casa.De acordo com Ana Paula, as sugestões de melhoria propostas pelos sujeitos pesquisados coincidem com as recomendações de diversos autores da área de gestão. “O trabalho confirmou a necessidade da capacitação das equipes e lideranças sobre os principais conceitos relacionados ao modelo de gestão de processos além do fortalecimento das relações interpessoais e entre chefias e equipes”, afirma. Diante disso, a autora do trabalho decidiu aplicar os conhecimentos do estudo na instituição onde atua. O resultado da pesquisa deu origem a um programa de desenvolvimento de lideranças iniciado esse ano na ISCAL, e implantado em conjunto pelas gerências Executiva e de Recursos Humanos. 
 

-------------------------------------

Assessoria de Comunicação | ISCAL

Colaborou: Alessandro Marques Palma, estagiário.

 

 

Pesquisar:
 
 
 
Rua Senador Souza Naves, 441 - 15°andar • CEP 86010-160 • Londrina/PR