Home Ouvidoria Voluntariado Trabalhe na ISCAL Intranet Mapa do Site
A ISCAL
Unidades da ISCAL
Convênios de Saúde
Serviços
Pastoral da Saúde
Ensino e Pesquisa
Voluntariado e   Comunidade
Fornecedores
Imprensa
Fale Conosco
NotÝcias
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto
Tamanho do texto

19/10/2010

Palestra sobre Câncer de Mama alerta para a importância da prevenção

O câncer de mama é a maior causa de morte entre as mulheres brasileiras, principalmente na faixa entre 40 e 69 anos. São 27 mortes por dia. No  ano são 11 mil mortes em decorrência do câncer de mama. Isso porque, na maioria dos casos, segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), a doença é diagnosticada em estágios avançados. Quando o tratamento é feito precocemente, há 95% de chance de cura.

A prevenção e o diagnóstico foram destacados na palestra sobre o tema realizada, em outubro, dentro do Programa de Educação em Saúde do SAS – Londrina. A palestra com a mastologista, Isabela Garcia Spironelli, teve a participação do grupo Nós do Poder Rosa, promovendo a Campanha Outubro Rosa, que circula o mundo chamando a atenção das mulheres sobre a importância do diagnóstico precoce.

Célia Hauly alertando para a importância da prevenção

“Precisamos diminuir o câncer de mama através da conscientização. Precisamos divulgar que o câncer de mama é o que mais mata no Brasil, mas também precisamos divulgar que tem cura, por meio da prevenção. As mulheres precisam se tocar, fazer o auto-exame. Prevenção sempre, pois ela é a chave da cura”, enfatizou Célia Hauly, que já passou pela doença e coordenada o grupo Nós do Poder Rosa. “Eu sempre fiz auto-exame. No fim de 2007 descobri um nódulo. Consegui me curar porque descobri a doença em estágio inicial. Se tivesse esperado pela mamografia anual, poderia ser tarde demais”, contou.

O câncer de mama é o mais comum entre as mulheres e o segundo tipo mais frequente no mundo. Segundo dados do INCA, até dezembro deste ano, o Brasil deve diagnosticar mais de 49 mil novos casos, ou seja, para cada grupo de 100 mil mulheres, 49 devem desenvolver a doença.

Spironelli explicando sobre o câncer de mama

Spironelli esclarece que a mamografia é o exame que consegue detectar alterações sugestivas de câncer, e diferenciá-las das lesões benignas. “É um exame seguro, que deve ser feito pela primeira vez entre 35 e 40 anos”, afirma. As mulheres acima dos 40 anos têm garantida a mamografia anual pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

A aposentada Antonieta Giovanetti aprovou a discussão. “Tirei muitas dúvidas e me informei de modo bem rápido!”, afirmou. A enfermeira Taísa Vedoato aproveitou a palestra para se atualizar sobre o tema. “A conscientização é o principal fonte de prevenção. Por isso, nós da área da saúde temos que estar informados para sanar dúvidas das pessoas”, disse.

SERVIÇO:
No próximo sábado, dia 23, será realizada a “Caminhada Rosa”, que começa às 9 horas na Concha Acústica e se estende até às 13 horas. A caminhada termina no Calçadão, entre a rua Professor João Cândido e av. São Paulo. A ação faz parte do movimento “Outubro Rosa”.

..........................................

Fonte: Assessoria de Comunicação | ISCAL

Colaborou Camila Moliani Ferri - estagiária

 

 

Pesquisar:
 
 
 
Rua Senador Souza Naves, 441 - 15°andar • CEP 86010-160 • Londrina/PR