Home Ouvidoria Voluntariado Trabalhe na ISCAL Intranet Mapa do Site
A ISCAL
Unidades da ISCAL
Convênios de Saúde
Serviços
Pastoral da Saúde
Ensino e Pesquisa
Voluntariado e   Comunidade
Fornecedores
Imprensa
Fale Conosco
NotÝcias
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto
Tamanho do texto

Morre Irmã Sílvia Esteves 

Cidadã honorária, Ir. Sílvia atuou por mais de 40 anos na Santa Casa de Londrina. Ela morreu em Atibaia (SP), no Instituto das Irmãs de Maria de Schoenstatt, em Atibaia (SP) onde vivia nos últimos anos.

Irmã Sílvia Esteves, morreu nesta terça-feira, 16 de outubro, aos 87 anos, no Instituto Secular das Irmãs de Maria de Schoenstatt, Atibaia (SP), onde viveu os últimos anos. Cidadã honorária de Londrina desde 2007, ela dedicou 44 anos a Santa Casa de Londrina, atuando em diversas funções, destacando-se seu trabalho no Centro Cirúrgico do Hospital.

Ir. Silvia Esteves com a torre da Santa Casa durante Cidadania Honorária

Enfermeira, ela chegou no hospital em 1963, dedicando-se principalmente ao Centro Cirúrgico, além de ter assumido as gerências de enfermagem e administrativa. Em 1967 fez pós-graduação em Administração Hospitalar e Enfermagem de Centro Cirúrgico na USP (Universidade de São Paulo), tornando-se a primeira mulher de Londrina especialista nessas áreas. 

A trajetória de Ir. Sílvia, natural de Santana do Livramento (RS), foi marcada por importantes conquistas na área da saúde, graças ao espírito de liderança e grande conhecimento no setor. Exemplo disso são os kits de fios cirúrgicos, da Ethicon, uma divisão da Johnson’s que foram montados por sugestão e com a colaboração dela. Entre os kits está o da cirurgia cardíaca.

Com extrema organização e disciplina da equipe, Irmã Sílvia implantou um método próprio de administração no Centro Cirúrgico, que tornou o Serviço uma referência para hospitais de várias partes do Brasil durante as quatro décadas da administração dela. Os novos hospitais que surgiam contavam com uma espécie de consultoria dela para implantar seus centros cirúrgicos. Foi assim na implantação do Hospital Mater Dei, na década de 70. Os conhecimentos administrativos de Ir. Sílvia  também estão na base organizacional da Santa Casa. Na década de 70, ao lado do provedor Newton Pietraroia, ajudou a organizar a administração através de estatutos e regulamentos vigentes até hoje na Instituição. 

“Somos imensamente gratos a ela que, por décadas, foi literalmente a grande responsável pela continuidade e desenvolvimento da Santa Casa”, afirma Fahd Haddad, superintendente da ISCAL (Irmandade da Santa Casa de Londrina). "Irmã Sílvia foi um exemplo de dedicação à saúde, à Santa Casa e às pessoas que tiveram o privilégio de conhecê-la. Agradecemos por ter convivido com ela", afirma Irmã Lorena Jenal, superiora das Irmãs de Maria de Schoenstatt da Iscal.

Ao todo foram mais de 50 anos dedicados a Londrina. Antes da Santa Casa, Ir. Sílvia, natural de Livramento (RS), trabalhou pela educação, sempre através do Instituto de Schoenstatt. No Colégio Mãe de Deus ela esteve por sete anos, cuidando do Internato e depois como professora do Jardim de Infância e Primário.  

Ela está sendo velada na capela das Irmãs de Maria de Schoenstatt, em Atibaia. O velório será nesta quarta-feira, às 09 horas, no cemitério das Irmãs, também em Atibaia (rod. D. Pedro I, km 78, Atibaia). 

...............
Assessoria de Comunicação | ISCAL
FOTOS: Arquivo ISCAL

 

 

Pesquisar:
 
 
 
Rua Senador Souza Naves, 441 - 15°andar • CEP 86010-160 • Londrina/PR