Home Ouvidoria Voluntariado Trabalhe na ISCAL Intranet Mapa do Site
A ISCAL
Unidades da ISCAL
Convênios de Saúde
Serviços
Pastoral da Saúde
Ensino e Pesquisa
Voluntariado e   Comunidade
Fornecedores
Imprensa
Fale Conosco
Notcias
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto
Tamanho do texto

Gratidão foi a tônica da homenagem pelos 80 anos das Irmãs de Schoenstatt na saúde

A cada depoimento a confirmação: a ISCAL não seria a mesma se as Irmãs de Maria de Schoenstatt não estivessem na Instituição desde o início. Consideradas as principais responsáveis pela construção e consolidação dos princípios cristãos e de misericórdia que regem a ISCAL, elas completam 80 anos de atuação na saúde em Londrina em 22 de janeiro deste ano. Para comemorar, a Santa Casa reuniu dezenas de convidados na recepção do Hospital em meados de janeiro. Entre eles, padre Chiquinho, representando os padres palotinos, responsáveis pelo convite feito às Irmãs para que assumissem a missão no Paraná.  

“As Irmãs são a alma da Santa Casa. Sem o trabalho delas, a Santa Casa não seria nada”, afirmou o superintendente da ISCAL, Fahd Haddad. Emocionado, ele fez um resumo da atuação delas na ISCAL, desde a chegada em 1936 das pioneiras Irmãs Lúcia, Trudperta e Osvalda para atuar no Hospitalzinho de Madeira, precursor da Santa Casa.
José Cyrillo e Irmã Andreia Nassif ao discerrarem a placa em homenagem as Irmãs
A assistente provincial, Irmã Andréia Balan Nassif, representou as Irmãs de Maria da Província Schoenstatt-Tabor, sediada em Atibaia (SP).  “Nasci neste Hospital, nas mãos de Irmã Assunta. Ela diz que a cada menina que nascia, ela dava um tapinha para chorar e respirar, rezava e pedia: quem sabe essa fica Irmã de Maria. E eu fiquei”, contou. “As pioneiras são modelo para nós. Procuramos viver esse espírito de confiança delas”. Irmã Assunta viveu e atuou na ISCAL entre as décadas de 1960 e 2010, sendo 20 anos só na maternidade. 

HISTÓRIA - Mais de 100 Irmãs já passaram pela ISCAL. Nos primeiros anos, assumiam toda as funções – da administração à assistência, passando pela lavanderia e cozinha. As dificuldades eram muitas. “Ir. Rosamaris (já falecida) contava que muitas vezes tinha que buscar o paciente em padiola na rua porque os carros atolavam no barro e não conseguiam chegar”, recordou Haddad. Hoje sete Irmãs atuam na Instituição, ocupando cargos na assistência, gerência e pastoral da saúde.   

DESPEDIDA - A homenagem também foi uma despedida à Irmã Efigênia Zago, até então superiora das Irmãs na ISCAL e coordenadora da Pastoral da Saúde. Foram 41 anos na ISCAL, assumindo funções na coordenação de setores de apoio e Enfermagem. Ela vai continuar o trabalho como enfermeira na Casa Provincial de Schoenstatt, em Atibaia. Irmã Eliane Machado também se despediu da ISCAL na cerimônia, depois de 11 anos. Ela deixa a coordenação da Pastoral da Educação na ISCAL para assumir uma creche em Londrina. 

Uma placa comemorativa dos 80 anos das Irmãs foi fixada na recepção da Santa Casa. Ao final da cerimônia, monsenhor Bernardo Gafá, fez uma bênção.

 

Monsenhor Bernardo Gafá durante bênção ao Hospital

 

 

“Aqui se chama Santa Casa da Misericórdia. É santa porque trata da vida. Casa é família, onde tem afeto, amor de verdade. Misericórdia porque acolhe a pessoa que sofre, que está desorientada e precisa de apoio para se levantar” -  Que esta Casa seja digna dessas três palavras” – Monsenhor Bernardo Gafá



DEPOIMENTOS


“Aqui é um hotel. Sim, um hotel que abriga gente que  fica 8, 10 dias. Acontece que se ele está com problema de saúde, os médicos o acudem. Se está com tristeza, as Irmãs o acudem. Se está com problema para enfrentar o desconhecido na hora da morte, as Irmãs também o ajudam com orientações. Não tem ninguém que é mais que o outro. A Santa Casa não subexistiria se não fosse a dedicação de todos que estão aqui”, José Cyrillo Mendes – provedor da ISCAL.


“Trabalhar com as Irmãs é um privilégio. O que eu sou com pessoa, como mãe, como filha e também como funcionária aprendi com elas. São coisas boas. Lições de vida para mim. Só tenho a agradecer esse convívio com elas” - Maria Ineide Zaninelli – funcionária há 45 anos, chefe do Centro de Imagens.

“Antes de ser Irmã, manifestei minha vontade de ser enfermeira. Agradeço ao Instituto por considerar minha vocação. Ainda noviça comecei a estudar Enfermagem e antes de me formar já estava na Santa Casa. Outro motivo de gratidão é por ter encontrado tanta gente boa, tanta colaboração. Vou levar saudades e gratidão”, Ir. Efigênia Zago.

“Nunca desejei trabalhar na saúde, muito menos em hospital. Foi muito difícil começar. Até entrar num quarto era difícil para mim. Através das Irmãs, aprendi a amar a Santa Casa de tal forma que hoje a Santa Casa ocupa meu coração. Meu desejo sim era trabalhar com crianças. Fiquei sete anos no Hospital Infantil e agradeço, de modo bem especial, ao Grupo de Apoio Pró-Vida que ajudou a me realizar nesse trabalho, contribuindo para melhorar o atendimento das crianças e familiares”, Irmã Eliane Machado. 

“Em tempos tão complexos e difíceis que vivemos hoje, em que assistimos no planeta todo, os mandantes e as pessoas se afastando da máxima do Cristo – amai ao próximo como a si mesmo. Isso deveria ser a linha mestra da nossa conduta. Quando vemos um trabalho como esse de dedicação, misericórdia e amor ao próximo, através das Irmãs, da direção e trabalhadores na Santa Casa, é uma inspiração” – Elza Correia, presidente em exercício da Câmara de Vereadores.


“Importante que tenhamos três palavras em mente. Coragem – quando 12 mulheres em 1935 cruzaram o oceano vindo para o Brasil, alemãs  que não falavam Português e neste lugar ajudaram a enraizar a saúde, a educação e a cultura. Memória – se não falamos, se não deixamos marcado, as coisas vão se perdendo. Compete a cada um de nós dizer desses 80 anos. Por isso, o que fazemos hoje, aqui, é de fundamental importância. Agradecimento – em nome do Prefeito, agradeço a todos pela imensa dedicação à Londrina, à vida, fazendo o ideal das primeiras Irmãs que vieram para nossa cidade”, Solange Batigliana – secretária de Cultura.


..............................................
Assessoria de Comunicação | ISCAL
Fotos: Arquivo ISCAL

 

 

Pesquisar:
 
 
 
Rua Senador Souza Naves, 441 - 15°andar • CEP 86010-160 • Londrina/PR