Home Ouvidoria Voluntariado Trabalhe na ISCAL Intranet Mapa do Site
A ISCAL
Unidades da ISCAL
Convênios de Saúde
Serviços
Pastoral da Saúde
Ensino e Pesquisa
Voluntariado e   Comunidade
Fornecedores
Imprensa
Fale Conosco
NotÝcias
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto
Tamanho do texto

20/04/2012

Transplantes
Hospital Infantil faz 1ª captação de múltiplos órgãos

O Hospital Infantil Sagrada Família (HISF) realizou na noite da última quarta-feira, 18 de abril, a primeira captação de múltiplos órgãos do local. A solidariedade da família do doador, um garoto de 12 anos, traz uma nova chance de vida para, no mínimo, 5 crianças que aguardavam na fila de transplantes do Paraná. Horas depois do procedimento de retirada no HISF, a primeira dessas crianças, recebia o fígado em Curitiba. Outras duas crianças receberam os rins, também em Curitiba.

Equipe de captação de órgãos de Curitiba chegando ao Hospital Infantil

Foram retirados, ainda, os globos oculares (para córneas e esclerótica – o branco do olho) e o coração para uso das válvulas. Os globos oculares foram para o Banco de Olhos do Hospital Universitário (HU) de Londrina e as válvulas para o Banco de Válvulas de Curitiba. O garoto que doou os órgãos era do norte pioneiro do Paraná e teve morte encefálica devido a complicações clínicas de um acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico.

As cirurgias para retirada dos órgãos no HISF começaram às 22h30. Fígado e coração para válvulas foram retirados por cirurgiões especializados de Curitiba. Rins e globos oculares foram retirados por cirurgiões especializados de Londrina. Todos eles, credenciados como captadores e/ou transplantadores junto ao Sistema Nacional de Transplantes, do Ministério da Saúde. Toda a retirada terminou às 3h30.

Capacitação - Os dados da Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO) para o Paraná mostram que a doação de órgãos de crianças não é comum. Em 2011, segundo a ABTO, houve seis doações de órgãos de crianças entre 12 e 17 anos, no Paraná. Na faixa de idade entre zero e 11 anos não foi registrada nenhuma doação no Estado no mesmo período.

Além do amor ao próximo, demonstrado pela generosidade da família do doador, a primeira captação de múltiplos órgãos no HISF se deve também ao trabalho da Comissão Intra-hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes (CIHDOTT) da Irmandade da Santa Casa de Londrina (ISCAL).

Coordenada pela enfermeira Érika Fernanda Bezerra, a CIHDOTT realizou, em fevereiro, um treinamento sobre doação de órgãos em crianças, específico para os profissionais do HISF. Um dos pontos trabalhados no treinamento foi a abordagem da família dos potenciais doadores – uma questão ainda mais delicada por se tratar de criança. “A morte de uma criança em qualquer situação é sempre muito triste. Mas, como profissionais da saúde precisamos pensar nas vidas que essas situação – inevitável - pode salvar”,  afirma Érika Bezerra. Para assegurar a tranquilidade das famílias do doador e receptores, os nomes não serão revelados.

........................
Assessoria de Comunicação | ISCAL

fotos: Devanir Parra

 

 

 

Pesquisar:
 
 
 
Rua Senador Souza Naves, 441 - 15°andar • CEP 86010-160 • Londrina/PR